Fronteiras brasileiras - Os limites do nosso território com países vizinhos


As fronteiras são formas político-administrativas estabelecidas para delimitar onde um território tem seu fim e se inicia outro, geralmente aplicados a países, utilizada para definir até onde uma soberania política pode exercer seu poder. Elas podem ser consideradas Fronteiras Terrestres quando esse limite entre dois ou mais territórios se encontra em solo ou rios, ou Fronteiras Marítimas quando o limite de do território se encontra com um oceano ou mar.

O Brasil é considerado o quinto maior país do mundo em dimensão territorial, tendo uma área de aproximante 8.515.767,049 km². O país está localizado no continente americano e no subcontinente da América do Sul. Dentro desse subcontinente é o que possui maior território, por esse fator acaba fazendo fronteira com 10 países dos 13 existentes nesse subcontinente, sendo que suas fronteiras terrestres totalizam 15.719 km de extensão e marítimas 7.367 km.

Os países que integram a porção continental da América do Sul, são: Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Guiana, Paraguai, Peru, Suriname, Uruguai e Venezuela, além do território da Guiana Francesa. A América do Sul limita-se com a América Central, por meio da fronteira entre Colômbia e Panamá.

O Brasil é a nação mais populosa da América do Sul. Sua extensão territorial é a maior entre os países da América do Sul e a quinta maior do mundo, perdendo apenas para Rússia, Canadá, China, Estados Unidos. Esse país é o maior produtor de café do Planeta Terra.

Dentre as fronteiras do Brasil é possível notar que ao norte do país estão a Colômbia, Guiana, Guiana Francesa, Suriname e Venezuela. Esses países fazem divisa direta com unidades federativas brasileiras que fazem parte da região chamada geoeconômica norte, dentre eles o Amapá que faz fronteira com a Guiana Francesa e o Suriname; o Pará possui seu limite territorial com o Suriname e com a Guiana; Roraima que encontra suas divisas com a Guiana e a Venezuela; e o estado do Amazonas possui suas fronteiras com a Venezuela e a Colômbia ao norte, e com o Peru ao noroeste brasileiro.

O Acre que também se encontra na região norte possui seus limites territoriais com o Peru e a Bolívia, ambos países se encontram entre o noroeste e oeste do território brasileiro respectivamente. A Bolívia faz fronteira com mais três estados brasileiros, Rondônia, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, estando integralmente localizado ao oeste do Brasil.

O Mato Grosso do Sul também possui uma divisão com o Paraguai ao sudoeste do território brasileiro, ele por sua vez faz fronteira com outro estado brasileiro, o Paraná.

No sul do país os estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul fazem fronteira com a Argentina, que percorre os limites de toda a região geoeconômica brasileira sul, e apenas o Rio Grande do Sul tem limites territoriais com o Uruguai, ao extremo sul do território brasileiro.

Ao leste do Brasil se encontra o Oceano Atlântico, ou seja, não há fronteiras brasileiras terrestres com nenhum outro país, percorrendo por todo seu litoral o contato com o oceano, totalizando uma fronteira marítima de 7.367 km de extensão.

Formação do território brasileiro

No processo histórico de formação do território brasileiro essas fronteiras sofreram algumas alterações, pois desde o período de início da colonização no Brasil o território português possuía a menor área dentro da América, pelo Tratado de Tordesilhas (1494), que dividiu o território da América entre Espanha e Portugal, porém houve um avanço ao oeste pelos bandeirantes em busca de ouro e pedras preciosas expandindo esse território inicial, assim como a busca pelas chamadas Drogas do Sertão no norte do país, ajudaram nesse processo de modificação do território brasileiro, que depois regularizado pelo Tratado de Madri (1750) assinado novamente entre Portugal e Espanha.

Alguns conflitos com alguns países que fazem fronteira com o Brasil também foram responsáveis pela modificação e expansão de seu território, dentre eles a Guerra da Cisplatina que ocorreu entre Brasil e Argentina, pelo território do Uruguai,que até então pertencia ao Brasil, mas o perdeu nesse conflito; a guerra do Paraguai que ajudou ao Brasil expandir um pedaço do Mato Grosso do Sul e a Revolução Acreana que auxiliou na anexação do Acre ao território brasileiro em acordo com a Bolívia, a quem essa área pertencia.

Informação detalhada

O Brasil é o maior país da América do Sul, com um território que se estende por cerca de 47% da porção centro-oriental do continente sul-americano. Banhado a leste pelo oceano Atlântico, o Brasil possui 23.102 km de fronteiras, sendo 15.735 km terrestres e 7.367 km marítimas. Com uma área superior a 8.500.000 quilômetros quadrados, antes mesmo de ser uma nação soberana, nosso território começou a ser delimitado pelos tratados de Madri (1750) e Santo Ildefonso (1777), que estabeleciam a separação das terras espanholas e portuguesas na América. A formação do atual território do Brasil, contudo, remonta ao século 14, início da chamada Era dos Descobrimentos, quando as monarquias ibéricas mostravam-se pioneiras nas grandes navegações.

Nossas fronteiras foram definidas com base nas características naturais da paisagem, como rios e lagos, ou em acidentes topográficos, como montanhas, serras e picos elevados. Somente nos lugares em que não havia possibilidade de se aplicar esse recurso demarcatório é que foram utilizadas as linhas geodésicas, que correspondem às linhas traçadas no terreno tendo como referências as coordenadas geográficas: paralelos e meridianos.

A determinação dos nossos limites territoriais - tanto os que separam internamente os estados, quanto os que marcam a separação do Brasil de seus vizinhos - é definida pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) desde 1944. A partir de 1991, com a modernização da tecnologia, os limites passaram a ser determinados por satélites de posicionamento, com a criação do GPS (Sistema de Posicionamento Global)

A fronteira terrestre representa cerca de 68% de toda a extensão dos limites territoriais brasileiros, colocando o Brasil em contato com dez outras nações sul-americanas. Com exceção do Chile e do Equador, todos os países da América do Sul fazem fronteira com o Brasil: Ao norte: Suriname, Guiana, Venezuela e um território pertencente à França, a Guiana Francesa. A noroeste: Colômbia. A oeste: Peru e Bolívia. A sudoeste: Paraguai e Argentina. Ao sul: Uruguai.

Os mais de 15.000 km de fronteiras continentais abrangem terras de três grandes regiões brasileiras, sendo a maior delas a Região Norte, que corresponde a cerca de dois terços de toda essa extensão. Os estados que mais se destacam são o Amazonas e o Acre. A segunda região em destaque é a Região Sul, com uma extensão fronteiriça de quase 2.500 km no continente, tendo como estado que mais se destaca o Rio Grande do Sul. A terceira é a Região Centro-Oeste, sendo o estado de maior extensão fronteiriça o Mato Grosso do Sul.

Fronteira marítima

A fronteira marítima estende-se da foz do rio Oiapoque, no cabo Orange, na divisa do Amapá com a Guiana Francesa, ao norte, até o arroio Chuí, na divisa do Rio Grande do Sul com o Uruguai, ao sul. A linha costeira do Brasil tem uma extensão de 7.367 km, constituída principalmente de praias de mar aberto, e corresponde a 32% de toda a extensão fronteiriça nacional, o que representa um fator propício ao desenvolvimento econômico, pois a grande diversidade de paisagens litorâneas favorece a instalação de portos, o desenvolvimento da pesca e a exploração de recursos energéticos encontrados nas profundezas marinhas, como petróleo e gás natural.

Com exceção da Região Centro-Oeste, todas as outras regiões têm fronteiras no Atlântico; sendo a Região Nordeste a que tem maior extensão litorânea. O estado brasileiro com o litoral mais extenso é a Bahia, e o que possui menor extensão litorânea é o Piauí. A segunda região de maior extensão litorânea é a Região Sudeste.

Para tratar dos assuntos de limites internacionais, o Ministério das Relações Exteriores mantém na Secretaria de Estado (em Brasília) a Divisão de Fronteiras (DF), que coordena as atividades de duas Comissões Técnicas: - a Primeira Comissão Brasileira Demarcadora de Limites (PCDL), sediada em Belém (Pará), encarregada das atividades nas fronteiras do Brasil com Peru, Colômbia, Venezuela, Guiana, Suriname e Guiana Francesa; e - a Segunda Comissão Brasileira Demarcadora de Limites (SCDL), sediada no Rio de Janeiro, encarregada das atividades nas fronteiras do Brasil com o Uruguai, Argentina, Paraguai e Bolívia.

       Curiosidades dos países da América do Sul

Brasil

O Brasil é a nação mais populosa da América do Sul. Sua extensão territorial é a maior entre os países da América do Sul e a quinta maior do mundo, perdendo apenas para Rússia, Canadá, China, Estados Unidos. Esse país é o maior produtor de café do Planeta Terra.

Argentina

O Espanhol é o idioma oficial da Argentina, mas os argentinos também falam um dialeto chamado lunfardo. Esse dialeto foi herdado pelos colonizadores. Atualmente, a Argentina tem uma população de aproximadamente 44 milhões de habitantes, segundo dados divulgados em 2017.

Bolívia

A Bolívia possui duas capitais: Sucre, capital constitucional, e La Paz, onde fica localizada a sede do governo. La Paz é a capital mais alta do mundo, a cidade fica a 3.640 metros acima do nível do mar. O pico Sajama é o ponto mais alto do país, com 6.542 metros de altura.

Colômbia

A Colômbia é responsável pela produção de 50% das esmeraldas do mundo, mas a extração feita com dinamite e mercúrio é um grande problema para o meio ambiente do país.

Guiana

Com 777.859 mil habitantes, a Guiana é o país menos populoso da América do Sul, esse é o único país da América do Sul que tem o inglês como língua oficial.

Venezuela


A Venezuela é o país que mais possui petróleo no mundo. Sua reserva é de aproximadamente 300 milhões de barris, tornando-se o maior depósito no mundo, à frente até da Arábia Saudita. Por esse motivo, a Venezuela tem a gasolina mais barata do mundo. A economia do país também é baseada nas indústrias de manufatura e agricultura.

Chile

O deserto mais árido do mundo - Atacama - fica localizado no norte do Chile. O Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) do país é o terceiro maior da América, perdendo apenas para o Canadá e Estados Unidos.

Equador

Grande parte dos 7.000 quilômetros da Cordilheira dos Andes - cordilheira mais extensa do mundo - fica no Equador. O país é rodeado a leste pela maior floresta tropical do mundo, a floresta amazônica.

Paraguai

Esse é o único país da América do Sul a usar o Guarani - dialeto indígena falado pelos índios Guarani - como língua oficial.

Peru


A produção de ouro do país é a sexta maior do mundo. No Peru a extração é feita utilizando produtos químicos biodegradáveis, sem mercúrio.

Suriname


O Suriname é o menor país independente da América do Sul. Entretanto, seu IDH é muito alto.

Uruguai

Essa é a segunda menor nação dentre os países da América Latina. A área do Uruguai é de aproximadamente 176.000 mil quilômetros quadrados.

Fontes: infoescola/educamaisbrasil/educacao.uol

Postar um comentário

0 Comentários