Bebida alcoólica pode ser um aliado no combate à artrite reumatoide; diz estudos


A artrite reumatoide (AR) é uma doença autoimune que ataca e inflama o tecido ao redor das articulações, causando dor e, eventualmente, a perda da mobilidade das juntas. Segundo a “Veja Saúde”, estima-se que 2 milhões de brasileiros sejam afetados pela condição, sendo a maioria mulheres entre 30 e 50 anos. Muitas pesquisas buscam estudar as causas da AR e seus melhores tratamentos, e algumas delas mostram resultados surpreendentes acerca da relação entre o consumo de álcool e a redução dos sintomas da doença. Confira com informações do “Healthline”.

Álcool e AR — Linha do tempo

Em 2010, um pequeno estudo publicado pela “Rheumatology”, revista sobre reumatologia da Universidade de Oxford, no Reino Unido, revelou que o consumo de bebidas alcoólicas pode amenizar os sintomas da artrite reumatoide. Segundo os resultados, o álcool diminuiu o risco e a gravidade da AR dentre os participantes que o consumiram. Em comparação com pessoas que têm AR e beberam pouco ou nenhum álcool, a pesquisa registrou uma diferença notável na gravidade da doença.

Outra pesquisa conduzida pelo Brigham and Women’s Hospital de Boston, nos Estados Unidos, em 2014, teve como foco a AR e os efeitos do consumo de álcool em mulheres. O estudo revelou que ingerir uma quantidade moderada de cerveja pode afetar positivamente o impacto do desenvolvimento da AR. No entanto, apenas as mulheres que bebiam moderadamente desfrutaram dos benefícios, pois ingerir álcool em excesso é considerado não saudável. Os resultados desse estudo específico não se aplicam aos homens.

Em 2018, o Diário Escandinavo de Reumatologia, do Reino Unido, avaliou os efeitos das bebidas alcoólicas na progressão radiográfica nas mãos, pulsos e pés. Na progressão radiográfica, raios X são realizados periodicamente para determinar a erosão articular e o estreitamento do espaço articular em um determinado período de tempo. Apesar dos estudos anteriores, a pesquisa de 2018 notou que o consumo moderado de álcool levou a um aumento na progressão radiográfica nas mulheres e diminuição da progressão radiográfica nos homens.

A moderação é a chave para o consumo de álcool. Ingerir bebidas alcoólicas em excesso pode levar à dependência química e aumentar o risco de doenças como cirrose e câncer. Se você sofre com a artrite reumatoide, consulte um médico.
O álcool não reage bem com os anti-inflamatórios não esteroides (AINES), medicamentos comumente prescritos para a artrite reumatoide, pois essa associação aumenta o risco de sangramento estomacal. Outros medicamentos para dor, quando associados às bebidas alcoólicas, podem causar danos ao fígado.

Apesar das pesquisas, os resultados sobre essa combinação ainda são inconclusivos. A ajuda médica é sempre necessária para o tratamento individual, pois cada caso de artrite reumatoide é diferente. Embora existam pesquisas que defendem este ponto de vista, porém, a associação entre bebidas alcoólicas e medicamentos pode ser maléfica à saúde, portanto, novos tratamentos devem ser sempre indicados por um médico.

Fonte de matéria: ISTOÉ

Postar um comentário

0 Comentários